domingo, 12 de setembro de 2010

Sexo a três

Um, dois, três.
Não sei como
fui parar aqui.
Vejo vultos próximos,
sinto seus odores
sorrateiros e derradeiros.
O motel sujo
nem nome tem.
Por um momento
esqueci de continuar.
A fase falta-me,
a vez passou.
Fiquei por baixo
contando os dedos.
Lembrei do filme,
que assistimos antes.
Sobre tudo/nada.
Realmente, tanto faz.
Quase gozei dentro.
Ela não notou.
Não faz sentido.
Agora que percebi.
Toda essa transa
foi um sonho.
Assim é melhor.
Não gosto disso,
essa coisa chamada

Ménage à trois

3 comentários:

  1. traços bukowskianos.. e não achei tão sincero.

    ResponderExcluir
  2. com certeza nao é sincero. como assim "nao gosto disso, essa coisa chamada menage a trois"?

    ResponderExcluir